Doces lembranças

alimentacao-bebes-2

Hoje acordei nostálgica, com lembranças doces da infância.
Tempos atrás uma amiga marcou-me num vídeo de reflexão que retratava as coisas simples da vida. O vídeo atingiu seu objetivo, fazendo-me refletir.
Curioso como nosso cérebro tem o poder de armazenar as memórias olfativas. Aquele cheirinho de chicletes de tutti-frutti, a balinha 7 belo, maçã verde e até aquelas que quase nos matavam engasgados.
O cheiro de salgadinho no intervalo da escola, o mingau de chocolate feito em casa e até o cheirinho da árvore que você via todos os dias.
Minhas melhores lembranças tem a ver com as coisas mais simples da vida, a primeira pipa que consegui fazer levantar voo (coisas do meu pai), o sorvete de chocolate na casquinha, os passeios com meus pais e mais um monte de blá blá blá.
Sinto saudade de chegar da escola e me jogar no sofá pra assistir sessão da tarde com a companhia da pipoca, sem preocupação com o relógio, aliás, se é que havia alguma era em limpar a bagunça antes da minha mãe chegar do trabalho.
O que escrevo não é pra fazer nenhuma alusão a geração de hoje, muito menos apologia em relação ao uso da tecnologia, é simplesmente uma constatação de que as coisas simples é que nos trazem alegria.
É, de vez em quando (todos os dias) percebemos que saímos do “País das Maravilhas” e mudar de fase faz parte de todo amadurecimento. Isso não nos impede de olhar com nostalgia relembrando alguma fase vivida. Voltar pra lá não dá mais e nem seria mais da mesma forma, a verdade é que a fase muda de dentro para fora, nós mudamos e consequentemente as coisas mudam ao redor.
E que ainda assim, as coisas simples da vida nunca deixem de ser vividas e que mesmo diante das mudanças que a vida nos propõe a criança da infância possa existir em alguma cena, em algum cheiro ou algum lugar.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

2 Respostas para “Doces lembranças

  1. BP

    Tenho grande nostalgia quando me lembro das musiquinhas do meu primeiro videogame. Lembro da sensação de abrir os cartuchos que alugava de vez em quando no final de semana. Bons tempos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s